Carta aberta, valores de referência

Carta aberta, valores de referência

Caros Associados:

A nova lista de valores de referência acaba de ser publicada. Em função das diversas consultas sobre a atualização, preparamos uma carta aberta, que responde as dúvidas de todos. Ao assumir a Diretoria, decidimos esperar e estudar um pouco mais a situação atual e os valores de referência. No entanto, recebemos e-mails de inúmeros profissionais de várias áreas de atuação, incluindo escrita, interpretação e Libras, solicitando a atualização dos valores de referência.
Apesar de a área ter uma predominância de profissionais liberais, também temos associados que trabalham com carteira assinada, ou têm remuneração fixa, e que só recebem reajuste quando a lista do Sintra é atualizada. Como a função primordial do Sindicato é defender os interesses da categoria e valorizar cada vez mais os profissionais que nela atuam, consideramos a remuneração um item fundamental. Em vista da falta de reajuste nos últimos anos, achamos que era o momento de estabelecer um reajuste correspondente ao período transcorrido desde a última atualização.
Ressaltamos que os valores foram reajustados, não aumentados. A lista é somente uma referência; não uma tabela.  Os valores da lista representam valores brutos, com impostos incluídos, ou seja, de trabalhos finalizados, revisados, e realizados por profissional sênior, não por iniciantes ou pessoas com dedicação eventual à área.
Fizemos várias comparações utilizando os valores de 2017 e os publicados há alguns anos, utilizando o IPCA e o site da FGV. Verificamos uma defasagem considerável em algumas áreas. A lista sugerida pelo Sintra para Libras, por exemplo, não era reajustada desde 2009!  Assim, a lista de Libras foi a que sofreu maior reajuste. Também atendemos à reivindicação dos intérpretes do Rio, e igualamos os valores do RJ aos de SP, já que ambas as cidades têm custo de vida semelhante.
Em uma atividade ainda não regulamentada e sem qualquer plano de carreira, consideramos que a lista de referência é uma orientação fundamental para que se busque cada vez mais a valorização da categoria e o progresso como profissional.
Gostaríamos de abrir mais espaço para discussões nas próximas AGE. Como o SINTRA é uma organização nacional, com associados por todo o país, estamos buscando soluções que possibilitem a participação e a votação à distância, e também a realização de reuniões e assembleias em outras cidades.
Fazer parte da Diretoria do Sintra envolve muito trabalho, pois, além dos associados, somos consultados por profissionais não associados de todo o Brasil. A prioridade é atender aos associados, mas tentamos dar resposta a todos.  Diferentemente de outros Sindicatos, a Diretoria do Sintra não é remunerada, trabalha voluntariamente.
Nos poucos meses em que estamos na Diretoria, já conseguimos uma assessoria jurídica para tratar das questões do Sintra e dar orientações aos associados. Também estamos trabalhando para estabelecer parcerias em benefício dos associados. Em breve, teremos novidades.
Aproveitamos para convidar os profissionais da área que ainda não fazem parte do Sintra a se
filiarem. A participação de vocês é fundamental para a valorização da profissão!
Cordialmente,
Diretoria SINTRA